quinta-feira, 2 de junho de 2011

37 semanas e o Streptococcus agalactiae

       Hoje fui a médica. O Davizinho começou a encaixar. O colo está 50% menor, mas ainda fechado.  Nosso filhote deve chegar com 38 e meia ou 39 semana. Vou continuar a ir semanalmente a médica para as avaliações. Me sinto muito bem!! Estou com disposição!! E o Davizinho mexendo que só!!


       Infelizmente tive a resposta de uma coleta. O resultado foi positivo para Streptococcus agalactiae (grupo B). O que é isso?? É uma bactéria que faz parte da minha flora e muita gente tem. O problema é que  se o bebê tiver contato pode ter infecções e ter que ficar na UTI Neonatal.

"Streptococcus agalactiae são estreptococos do grupo B e como características morfológicas apresentam as mesmas comuns ao gênero Streptococcus. Podem colonizar o trato genital feminino." (Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.)

         Qual é o procedimento? Bom... Vou ter que tomar antibiótico daqui umas semanas quando a médica mandar, ou quando começarem as contrações. A idéia é que eu tenho que tomar o menor tempo possível o antibiótico, então a médica vai avaliando quando o Davi chegará e então me libera para tomar o remédio. Assim eu e o Davi estaremos protegidos. Se por algum motivo eu não conseguir tomar o antibiótico a tempo tomarei uma dose intravenosa. 
          Como a bactéria faz parte de mim, ela só é combatida enquanto eu tomo o remédio. Se eu parar de tomar ela volta. Então o período do nascimento tem que estar coberto pelo antibiótico.

Ter um filho.... Presente de Deus...

Se você tem medo de ter filho por não saber se ele vai ser 
um bom ou mau filho, não assista a esse vídeo.


Se você já venceu o medo. E sonha com o menino da chicória, peça a Deus para que mesmo sendo fofo não faça birra no mercado. 


Agora o que tenho vontade mesmo é de um 
menininho cidadão consciente fofo!

 
Oh, Deus! Nos capacite!!!


Mas, depois que você fica grávida, quando aquele sentimento de mãe aflora você nunca mais conseguirá ficar longe do seu filhote....


Não é mamães???

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Ar seco e um bebê

       A umidade relativa do ar ideal gira em torno de 50% a 80%, mas em alguns locais no inverno ela pode atingir níveis tão baixos como 12%. Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), a escala para a umidade relativa do ar é de atenção (20% a 30%), alerta (12% a 20%) e alerta máximo (abaixo de 12%).

      Bom... Como moramos em Basília, cidade sequíssima compramos nos EUA um Termo-higrômetro da Honeyweell. Vem um aparelho com medidor e tela grande e tem um menor. No grande consegue ler até 3 pontos de medição.
       Agora precisamos comprar um umidificador de ar. Para manter a umidade agradável para o nosso filhote.

       Os sinais mais comuns de que a umidade relativa do ar está em níveis baixos são:
  • Sangramentos no nariz - a mucosa ressecada pode sangrar;
  • Alergias - também como efeito das mucosas ressecadas é mais fácil ter rinites, sinusites, conjuntivites, os vasos sangüíneos incham, obstruindo o nariz.
  • Dor de cabeça - o sangue fica mais concentrado aumentando a pressão nos vasos sanguíneos, uma das causas das dores de cabeça;
  • Cálculos renais - como os rins eliminam menos líquido, a urina concentrada pode gerar cálculos.
  No caso das crianças, os cuidados com a baixa umidade devem ser ainda maiores.
 
— Entre 20% e 30%:
Evitar exercícios físicos ao ar livre entre 11 e 15 horas;
Umidificar o ambiente;
Permanecer em locais protegidos do sol, em áreas vegetadas;
Consumir água à vontade. 

— Entre 12% e 20%:
Suprimir exercícios físicos e trabalhos ao ar livre entre 10 e 16 horas
Evitar aglomerações em ambientes fechados
Usar soro fisiológico para olhos e narinas

— Abaixo de 12%:
Interrupção de qualquer atividade ao ar livre entre 10 e 16 horas;
Suspensão de atividades que exijam aglomerações de pessoas em recintos fechados entre 10 e 16 horas;
Durante as tardes, manter com umidade os ambientes internos.

Fonte: http://www2.uol.com.br/debate/1380/colunas/colunas07.htm

terça-feira, 31 de maio de 2011

Mamaço no Rio, São Paulo, Floripa, Brasília e Recife

        O movimento do mamaço ganhou corpo e vida real em âmbito nacional. O dia escolhido para o evento é dia 05 de junho, dia do meio ambiente. Para organizar o movimento foi criado um blog para que todas as cidades possam aderir e organizarem seu movimento.


       Abaixo listo as cidades com suas respectivas preparações para o mamaço. Publiquem nos comentários sobre o mamaço no seu estado/cidade que atualizaremos neste post:

Rio de Janeiro
Local
: Parque Lage
Hora: a partir das 10h
O que vai acontecer: Um piquenique no parque, onde cada um traga um lanche ou uma fruta para uma celebração coletiva. Além da roda de amamentação, teremos a participação de mães artistas apresentando seus trabalhos. Já temos confirmada a apresentação de um recital de Kantele, um instrumento finlandês, com Marília Felicíssimo, Teatro de mesa para as crianças pequenas com Ana Luiza e Miza, Contação de Histórias para os maiores com Maribel Barreto. Estamos sugerindo também, que as mães tragam fotos pessoais amamentando seus filhos, para fazermos um varal de exposição dessas fotos.

São Paulo
Local:
Marquise do Parque do Ibirapuera
Hora: às 14h30

Florianópolis
Local:
Trapiche da Beira-Mar Norte
Hora: às 15h

Brasília
Local: Parque Olhos D’Água
Hora: às 15:30h
O que vai acontecer: Vai ser em forma de piquenique também, os adultos comendo lanchinhos saudáveis e as crianças, leitinho.

Recife
Local: Livraria Cultura – Bairro do Recife
Hora: das 12h as 15h
O que vai acontecer: Além da roda de amamentação coletiva, teremos um grupo de discussão sobre os mitos relacionados a amamentacao, alem de compartilharmos experiencias e dificuldades individuais. Temos confirmada uma oficina de Shantala e Baby Yoga com Heliane Garcia e sorteios de brindes doados por empresas que apoiam o evento. Tambem vamos sugerir um varal de fotos relacionadas a amamentacao para expor.

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Estrias e a gravidez

       Uma preocupação que eu tive desde o começo da gravidez foi com as estrias, estatisticas mostram que 90% das grávidas adquirem estrias. Conheci uma pessoa que ficou lotada de estrias e isso me assustou. Como tendência a estria faz parte da minha vida e não tinha hábito de usar hidratante, meu primeiro passo foi comprar hidratantes para grávida.
       Comprei um hidratante com textura e cheirinho excelente: Mather Skin. Amei e recomendo mesmo!!

      Ganhei de Natal da minha cunhada um kit da mamãe e bebe da Natura. O hidratante é bem gostoso, mas o que eu mais recomendo são os gel para massagem dos pés que estão bem inchados.


PROBLEMA: Apesar desse cuidado todo, apareceram alguma estrias na barriga na parte abaixo do umbigo. Que droga!! Passei os 8 meses sem estrias e agora ganhei esse presentinho de 9 meses Nem tinha visto pois não dá para ver nada abaixo do umbigo. Mas ficou feio. Acho que isso aconteceu porque o tempo secou em Brasília e a hidratação tinha que ter sido reforçada. Bom! Só me resta passar mais hidratante e esperar para ver o resultado. A barriga ainda deve crescer mais um tanto...

"Em algumas gestantes, as fibras não acompanham o aumento do volume corporal. Daí, elas se rompem (veja o infográfico). Esse processo se reflete na pele. São as estrias dando as caras. “As avermelhadas são as mais recentes e têm essa cor porque ainda estão inflamadas”, ensina Conrado. Nesse caso, ainda dá para apagar as marcas da gestação. As esbranquiçadas, por outro lado, não têm cura, mas podem ser amenizadas."

 http://bebe.abril.com.br/gravidez/corpo/marcas-da-gravidez.php

2 DICAS: 
- As roupas íntimas devem ser confortáveis, ajudando na prevenção das estrias. Os sutiãs devem ser reforçados, suportando o crescimento e o peso que aumentam significativamente durante a gestação.
- Deve-se beber pelo menos 8 copos grandes de água por dia (2 litros) e evitar engordar demais e rapidamente, eliminando doces e gorduras da dieta e praticando exercícios físicos regularmente.  
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...